terça-feira, 30 de abril de 2013

Audiência na Câmara discute melhorias para agentes comunitários e de combate às endemias


Em atendimento a uma solicitação do vereador Pavão Filho (PDT), a Câmara Municipal de São Luís realizou uma audiência pública para discutir sobre melhores condições de trabalho e valorização dos profissionais que integram as categorias dos agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias do município de São Luís. A discussão aconteceu no plenário da Casa, na manhã desta terça-feira (23), às 10h.
Audiência na Câmara discute melhorias para agentes comunitários e de combate às endemias

Audiência na Câmara Municipal

A mesa da audiência foi integrada por: secretário de Assuntos Políticos da Prefeitura de São Luís, Osmar Gomes Filho; a secretária Adjunta Municipal de Saúde, Sílvia Cavalcante; a promotora substituta de Justiça de Defesa da Saúde, Maria da Glória Mafra Silva; a chefa de Divisão de Convênios e Gestão do Núcleo Estadual do Ministério de Saúde do Maranhão, Maria Georgina Pinheiro Martins; o presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Controle de Endemias do Estado do Maranhão (Sintracema), Bernardo José Medeiros do Carmo; e o presidente do Sindicato de Agentes Comunitários de Saúde de São Luís (Sindacs/SLZ), Carlos Alberto Pereira da Silva.

“A questão da saúde pública é emergencial e, dentro do contexto da saúde pública, a saúde preventiva tem de ser uma prioridade”, enfatizou o vereador Pavão Filho, em seu discurso inicial. “É na saúde preventiva que se evita o aumento de filas nas casas de saúde para consulta médica; é através da saúde preventiva que se evita o número de leitos hospitalares; e se gasta muito menos na saúde preventiva; para cada um real que se investe na saúde preventiva, se economiza três reais na saúde curativa”, justificou o pedetista, ao reforçar a necessidade e importância do trabalho dos agentes da saúde.

Pagamento de gratificação do SUS no valor de 950 reais; inclusão das categorias no Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Servidores Municipais; redução da carga horária de trabalho para 30 horas semanais; conclusão do Curso Técnico de Agente de Saúde e maior investimento em qualificação profissional aos Agentes de Endemias; oferecimento de melhores condições de trabalho aos agentes de campo; realização de concurso público para ingresso de novos profissionais; fixação de adicional de insalubridade e periculosidade; regulamentação dos agentes contratados pelo seletivo de 2010; efetuação dos repasses das contrapartidas aos agentes, determinadas pelo Ministério da Saúde; e desistência, via extinção do feito, de processo que tramita no Ministério Público Federal sobre a inconstitucionalidade da certificação dos Agentes de Endemias, foram os pontos discorridos pelas autoridades e sindicalistas, ao longo do debate.

Pavão Filho disse que, após a realização da audiência, será elaborado um relatório conclusivo das deliberações e compromissos, assumidos pelas autoridades, em benefício dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias do Município de São Luís.

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Fonte: www.saoluis.ma.leg.br

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Grande Mobilização Nacional da Saúde atingiu quase 1,5 milhão de participantes.


A proposta da Grande Mobilização Nacional da Saúde, elaborada a pouco mais de 60 (sessenta) dias, antes da data agendada para o evento, ou seja, 07 de abril, comemorado Dia Mundial da Saúde, contou com o envolvimento de diversos seguimentos ligados aos profissionais da SAÚDE, tais como: sindicatos, associações, cooperativas etc, além de outros importantes colaboradores, como foi o caso da relevante participação articulativa do ex-presidente da CUT-PE, Sérgio Goiana, diretor financeiro da central e coordenador do Sindicato dos Servidores Federais (Sindsep-PE).

O esforço de Ednaiptan Souza Silva, coordenador do Fórum dos Servidores Municipais do Recife, que empreendeu todos os esforços possíveis para que o evento se tornasse uma realidade foi fundamental para que o êxito fosse possível. Não foram poucos os dias em que ele se manteve até elevadas horas da noite trabalhando no desenvolvimento de estratégias com a coordenação da Grande Mobilização Nacional da Saúde, Samuel Camelo.


O Francis Herbert, presidente do Sindicato Profissional dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem do Estado de Pernambuco (SATENPE), merece destaque. Esse guerreiro que, por meio de sua influência, disponibilizou todos os recursos possíveis para que a coordenação da Mobilização tivesse espaço nas mídias utilizadas pelos sindicatos, além da manifestação de apoio incondicional, foi de suma relevância para tornar possível o estabelecimento das bases representativas.

Hoje contabilizamos uma experiência maravilhosa e impar, considerando que todos que participaram do evento foram protagonistas de uma mobilização nacional, inédita, no que tange a forma com que foi realizada. A saúde foi o primeiro seguimento de trabalhadores de nosso país a realizar tal façanha. Isto é motivo de orgulho que, acreditamos firmemente, ficará registrado na história da saúde pública brasileira, objeto de lembranças em nosso amanhã.
A partir de hoje, temos uma mudança radical na forma de mobilização da categoria trabalhadora.

Saímos das manifestações tradicionais e criamos uma nova maneira de falar aos gestores que desejamos uma SAÚDE com qualidade para o nosso povo. Obviamente que essa SAÚDE não se faz sem a valorização dos profissionais que a integram.

Hoje fizemos do Facebook, Twitter, Blog’s, YouTube etc., ferramentas de manifestações pacíficas e legítimas. Contabilizamos quase 1,5 milhão de participantes desse primeiro evento, para sermos mais exatos 1.481.352 integrantes.

Ainda nos primeiros horários do último domingo (07 de abril) tivemos problemas com o acesso da página do Ouvidor SUS (Ouvidoria), ferramenta do Ministério da Saúde ligada ao Sistema Único de Saúde – SUS, que apresentou problemas no envio dos formulários com as reivindicações das categorias envolvidas na mobilização. Recebemos um grande volume de reclamações. A coordenação do evento realizou as verificações técnicas e constatou que o problema possivelmente estava ligado ao grande volume de acessos ocorridos na referida data.

A Mobilização apresentou como bandeira de luta dos médicos - melhores salários e condições laborativas. O movimento médico tem uma reivindicação nacional de implantação da carreira médica com valor específico por 20 horas de trabalho por semana. No caso dos auxiliares, técnicos de enfermagem e enfermeiros a peleja é pela jornada de trabalho de 30 horas semanais, uma reivindicação considerada histórica. Algumas categorias profissionais da seguridade social já conquistaram essa jornada máxima, porém, há uma década a enfermagem brasileira luta para aprovar o Projeto de Lei do Senado 2.295/2000, mais conhecido como PL 30 Horas. Lembrando que a Organização Internacional do Trabalho (OIT) da Organização das Nações Unidas (ONU) recomenda esta jornada, sob o argumento de que é o melhor para pacientes e trabalhadores da saúde do mundo inteiro. Os agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias lutam por melhores condições de trabalho e salários, desprecarização do vínculo de trabalho, com base na Lei Federal 11.350/2006 e formação técnica, conforme proposta do Ministério do Trabalho.

Certos de que ao melhorar as condições de trabalho desses profissionais, inevitavelmente projeta-se qualitativamente melhores condições dos serviços da saúde. A busca por melhores condições de trabalha está intimamente ligada melhoria na qualidade dos serviços públicos de saúde, prestados a maioria da população brasileira, que depende de tais serviços.

Em decorrência dos problemas descritos com os formulários de contato do site do Ministério da Saúde (Ouvidor SUS), que não suportou o volume de envios por parte dos manifestantes, decidimos continuar com as manifestações até o último dia do mês abril. 

“Estamos estudando a possibilidade de realizar uma nova Mobilização Nacional da Saúde, ainda esse ano. Já iniciamos a análise do evento do último domingo e brevemente nos posicionaremos sobre tal possibilidade,” comentou Samuel Camêlo.
 
Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude 
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude 
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum 
Fonte na web: www.agentesdesaude.com.br

Agentes de Saúde protestam por repasse integral de R$ 950,00 garantido pelo Ministério da Saúde


Agentes de Saúde protestam por repasse integral de salário
Mariana Anunciação

Os Agentes Comunitários de Saúde de Campo Grande estão se reunindo em frente à Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) para reivindicar melhorias trabalhistas. Eles prometem manter a manifestação até o secretário de Saúde, Ivandro Fonseca, se manifestar, ou irão realizar uma passeata pacífica até o gabinete do prefeito da Capital, Alcides Bernal.

Os trabalhadores reivindicam repasse integral do MPF (Ministério Público Federal) dos R$ 950,00 de salário; a permanência do Projeto 8h por meta, que permite jornada corrida, contemplando de 10 a 12 visitas; além de assinatura de plano de cargos e carreiras.

A rua Rio Grande do Sul, na região central da cidade, teve o trânsito parcialmente fechado e os manifestantes contam com o apoio do Sindicato dos Vigilantes de Campo Grande e Região. “Apoiamos a manifestação em respeito a esses trabalhadores. A função deles é extremamente importante e merecem ser tratados com mais dignidade”, destacou o presidente do sindicato dos vigilantes, Celso Adriano Gomes.

Agora, o secretário de Saúde está reunido, a portas fechadas, com representantes do Sisem, Sindicato dos Vigilantes e da União Geral dos Trabalhadores (UGD) e, conforme Gomes, discutem uma possibilidade de acordo com Fonseca e os servidores públicos. A reunião já dura 40 minutos, e não tem previsão de término.

De acordo com o presidente do Sisem (Sindicato dos Servidores Municipais de Campo Grande), Marcos Tabosa, atualmente, cerca de 1.100 Agentes Comunitários estão atuando, já que o trabalho é desgastante, e cerca de 300 deles estão doentes.

Projeto 8h por meta

O presidente do Sisem alega que o Projeto de 8h por meta é necessário para valorizar o serviço do Agente de Saúde. Além disso, segundo ele, o Projeto tem surtido resultados positivos.

Tabosa explica que os Agentes conseguem encontrar os moradores em suas casas na hora do almoço, ao trabalharem em horário corrido. “O projeto contribuiu no aumento do número de visitas por mês e abaixou o índice de atestados médicos dos Agentes”, enfatizou.

A Agente Comunitária de Saúde há 6 meses, Silvana Moreira de 23 anos, fez questão de aderir ao movimento, porque acredita nas reivindicações. “É importante a classe se unir para garantir nossos direitos”, destacou.

Secretário

Ontem (8), o secretário disse em entrevista ao Midiamax, que esta ciente da situação de descontentamento dos Agentes de Saúde, com a falta de pagamento no mutirão que fizeram em janeiro e fevereiro em combate à dengue, quando não receberam o “extra”.

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude 
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude 
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum 
Fonte na web: Midia Max

Ex-presidente da CUT-PE, Sérgio Goiana, faz encaminhamento a favor dos Agente de Saúde de todo o Brasil.



Ainda na semana passada o ex-presidente da CUT/PE, Sérgio Goiana, protocolou uma solicitação, em nome dos Agentes Comunitário de Saúde - ACS de todo o Brasil, pedindo intermediação do Deputado Federal João Paulo (PT/PE) diante do Ministro da Saúde, Alexandre Rocha Santos Padilha, propondo que o repasse financeiro realizado pelo Ministério da Saúde, a cada mês, valor do incentivo financeiro referente aos profissionais das estratégias de Agentes Comunitários de Saúde e de Saúde da Família, sejam garantidos integralmente a esses trabalhadores. Além do valor repassado no último trimestre de cada ano, repassada como parcela extra, calculada com base no número de ACS registrados no cadastro de equipes e profissionais do Sistema de Informação conforme define a portaria destinada a esse fim, a saber, a portaria 260/2013, garantido o valor de R$ 950,00. Tal valor estabelecido para o incentivo de custeio referente aos Agentes Comunitários de Saúde, considerando a citada Portaria, que aprova a Política Nacional da Atenção Básica e dispõe como responsabilidade do Ministério da Saúde, a garantia de recursos financeiros para compor o financiamento da atenção básica.

O documento destacava a importância dos referidos valores serem repassados integralmente aos agentes de saúde. Os agentes conseguiram firmar acordo com o gestor municipal, como é o caso de Filadélfia, que, por meio de Projeto de Lei do Executivo Municipal, aprovado na Câmara municipal, instituiu o piso salarial profissional dos Agentes Comunitários de Saúde. Outros municípios têm conseguindo garantir o repasse integral, entre eles estão: Botuporã (BA), Santa Maria da Vitória (BA), Eunápolis (BA), Limoeiro (PE), Belo Jardim (PE), Escada (PE), Itaberaba-BA, Campo Maior (PI), Acari (RN),  Pirpirituba (PB), Em Sousa (PB) o salário base dos agentes é de R$: 1.356,00. Estes são municípios que se posicionaram favoravelmente ao repasse integral desses recursos, garantidos pelo do Ministério da Saúde.

Em analise, o repasse em tela tende a estabelecer o Piso Salarial profissional dos Agentes de Saúde. Sabendo-se que possivelmente existem outros municípios dos quais não temos conhecimento e que lançam mão da citada prática.

Também foi comentado no documento sobre a Grande Mobilização Nacional.

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude 
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude 
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum 
Fonte na web: www.agentesdesaude.com.br

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Grande Mobilização Nacional da Saúde - 07 de abril de 2013.


A Grande Mobilização Nacional da Saúde Continua! 

Ontem o formulário de contato do site do Ministério da Saúde não suportou o volume de nossos envios. Decidimos continuar com as manifestações até o último dia do mês, considerando também que esse é o mês Mundial da Saúde. Segue os 2 principais links que indicamos:

Facebook do Ministério da Saúde
www.facebook.com/minsaude

Formulário de contato a ser enviado ao MS
ouvprod01.saude.gov.br/ouvidor/CadastroDemandaPortal.do

Obs: no campo Fone essa é a forma de preenchimento (XX)XXXX-XXXX- (veja o traço proposital no final!)



Dados para a Ação!

Onde iremos nos manifestar:
Nos sites, blogs, Twitter etc, das Secretarias de Saúde municipais, estaduais (onde o profissional é domiciliado) e do Ministério da Saúde.

Acesse os links abaixo e manifeste-se!

Ferramentas do Ministério da Saúde  (Atenção: Use esse link preferencialmente entre às 13h e 13h30, do dia 07 de abril, domingo.
Site do Ministério da Saúde
Acesse e defenda os seus interesse pelas 30 horas e outras questões de sue interesse! (Antes de enviar a mensagem preencha os campos marcados com asterisco logo abaixo do formulário).

Ao efetuarem seu cadastro e clicar em enviar dados, será solicitado para você digitar corretamente seu DDD, proceda da seguinte forma:

Como alguns estados adotaram 9 dígitos no número do telefone (9xxxx-xxxx), o sistema pede, então você deve acrescentar um traço(-) antes ou depois do seu numero (ex: -88889999 ou 88889999-) e pode enviar o respectivo formulário.


No Facebook
Do Ministério da Saúde

No Twitter
Do Ministério da Saúde
@minsaude @InstitucionalMS @minsaude  @InstitucionalMS @dengue_MS

Twitter oficial da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa.@SGEP_MS

Do Ministro da Saúde
@padilhando

YouTube do Ministro da Saúde
Obs: acesse os links e defenda as 30 horas!







O QUE É A GRANDE MOBILIZAÇÃO DA SAÚDE?A proposta da Grande Mobilização da Saúde é realizar uma grande ação unificada pela internet, ou seja, na data estabelecida (07 de abril de 2013) os profissionais da saúde acessarão sites das Secretarias de Saúde de seus municípios, estados e do Ministério da Saúde para manifestarem-se sobre questões que envolvam melhores condições de trabalho. Também acessarão o Twitter, Facebook, Blog’s, YouTube etc., ligados as referidas secretarias e procederam da forma indicada.

QUAIS OS OBJETIVOS DELA?
Objetivo geral: Buscar o fortalecimento do SUS.
Objetivos específicos: Manifestar as mais diversas necessidades laborativas das categorias que compõem a SAÚDE.

É bandeira de luta dos médicos: melhores salários e condições laborativas. O movimento médico tem uma reivindicação nacional de implantação da carreira médica com valor específico por 20 horas de trabalho por semana.

 
Dos auxiliares, técnicos de enfermagem e enfermeiros: enfermeiros/as, auxiliares e técnicos/as de enfermagem pelejam pela jornada de trabalho de 30 horas, uma reivindicação considerada histórica. Algumas categorias profissionais da seguridade social já conquistaram essa jornada máxima, porém, há uma década a enfermagem brasileira luta para aprovar o Projeto de Lei do Senado 2.295/2000, mais conhecido como PL 30 Horas, que estabelece a jornada máxima de 30 horas semanais para os enfermeiros/as, técnicos/as e auxiliares de enfermagem. Lembrando que a Organização Internacional do Trabalho (OIT) da Organização das Nações Unidas (ONU) recomenda esta jornada, sob o argumento de que é o melhor para pacientes e trabalhadores da saúde do mundo inteiro.

 
Dos agentes de saúde: melhores condições de trabalho e salários, desprecarização do vínculo de trabalho e formação técnica, conforme proposta do Ministério do Trabalho.

Certos de que ao melhorar a condição de trabalho desses profissionais, inevitavelmente projeta-se qualitativamente melhores condições dos serviços da saúde. A busca por melhores condições de trabalha está intimamente ligada melhoria na qualidade dos serviços públicos de saúde, prestados a maioria da população brasileira, que depende de tais serviços.


QUEM PODE PARTICIPAR?
Tantos os profissionais da saúde como toda a sociedade. A população precisa ser ouvida. A participação dela é fundamental nessa GRANDE EVENTO.


QUANDO IRÁ ACONTECER?
A GRANDE MOBILIZAÇÃO DA SAÚDE está agendada para ocorrer no dia 07 de abril de 2013 (próximo mês).


QUAIS AS INSTITUIÇÕES QUE TEM APOIADO A GRANDE MOBILIZAÇÃO DA SAÚDE?
Sindicatos dos profissionais agentes comunitários de saúde, agentes de combate às endemias, dos auxiliares e técnicos de enfermagem, de enfermeiros etc.


NECESSIDADES (PREVIAS) DA MOBILIZAÇÃO
Mobilizar a categoria para divulgar o evento o mais rápido possível. Carda curtida, cada compartilhamento, envio de e-mail, nota etc., voltados à divulgação do evento é fundamental nesse momento.

Juntos, Somos Mais Fortes!

Onde iremos nos manifestar:
Nos sites, blogs, Twitter etc, das prefeituras municipais e estaduais (onde o profissional é domiciliado) e do Ministério da Saúde.

Ferramentas do Ministério da Saúde
Site do Ministério da Saúde

No Facebook
Do Ministério da Saúde

No Twitter
Do Ministério da Saúde
@minsaude @InstitucionalMS @minsaude  @InstitucionalMS @dengue_MS

Twitter oficial da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa.@SGEP_MS

Do Ministro da Saúde
@padilhando

YouTube do Ministro da Saúde

Além das manifestações nos sites, blog’s, Twitter etc., das secretarias de saúde municipais e estaduais.




Ao acessarmos o Grupo Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde, no Facebook, nos deparamos com uma iniciativa maravilhosa, um ve... 

Ex - presidente da CUT defende as causas dos Agentes de Saúde.
Militante das causas dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, Sérgio Goiana, se posiciona em favor do estabelecimento do Piso Salarial das referidas categorias.  Segundo Goiana, atual coordenador do Sindicato dos Servidores Federais (Sindsep-PE) e diretor financeiro da CUT-PE, que já foi presidente da Central Única de Pernambuco (CUT-PE) por dois mandatos, a criação do Piso dos Agentes de Saúde pode ser traduzida como reconhecimento da relevante atuação desses trabalhadores.



Grande Mobilização Nacional da Saúde é destaque no site da CUT
A Central Única dos Trabalhadores – CUT destaca a Grande Mobilização Nacional da Saúde em seu site e reservou uma página inteira para informar sobre o evento.  



Mobilização Nacional: Agentes de Saúde de Parnamirim dão exemplo para todo o Brasil  
Hoje, ao acessarmos o Grupo Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde, no Facebook, nos deparamos com uma iniciativa maravilhosa, um verdadeiro exemplo de consciência e identidade profissional. Os agentes de Saúde de Parnamirim (Rio Grande do Norte) realizaram uma reunião “relâmpago” para discutir sobre Grande Mobilização Nacional.

Piso Salarial Municipal dos Agentes de Saúde
A Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde (MNAS) alerta aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) que os prefeitos não estão interessados em repassar os recursos que lhes são destinados pelo Ministério da Saúde.
Recentemente aproximadamente 2.000 secretários municipais de saúde participaram de um encontro em Brasília para avaliar os programas e incentivos disponíveis pelo Ministério da Saúde.


Piso Salarial Municipal dos Agentes de Saúde -

A Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde (MNAS) alerta aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) que os prefeitos não estão interessados em repassar os recursos que lhes são destinados pelo Ministério da Saúde...

Prefeito de Eunápolis (BA) propõe Piso Salarial de R$ 950 aos agentes de saúde  

O Prefeito Demetrio Guerrieri Neto Guerrieri (PRTB), em reunião com o Sindicato Intermunicipal dos Agentes Comunitários de Saúde e Combate as Endemias de Eunápolis e Região (SINDIACSCER), definiu o Piso Salarial dos Agentes de Saúde...

Agentes de Saúde do Pará tem Piso Base de R$ 950,00

O custo mensal de cada um dos 254,910 agentes comunitários de saúde (ACS), inclusive dos 14.166 que cobrem a população paraense, passou a ser de R$ 950,00...

Confederação Nacional de Municípios tenta justificar desvio de recursos destinados aos agentes de saúde

Diferentemente do que apregoa a Confederação Nacional de Municípios (CNM), o recurso mensal de incentivo ao programa de Agente Comunitário de Saúde, conforme a Portaria 260/2013, não deve ter destinação diversa ao que a portaria a ele relacionada estabelece...

SINDACS-SP- Um sindicato que tem história de luta pela categoria

Estivemos conversando com o diretor executivo do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde da Região Metropolitana de São Paulo – SINDACS-SP, Fabio Bandeira, que é Secretário Geral da referida instituição. Na ocasião foi esclarecido qual o propósito da GRANDE MOBILIZAÇÃO NACIONAL DA SAÚDE e qual a metodologia a ser utilizada na ação...

Em Pernambuco, Profissionais da Saúde manifestaram apoio a Grande Mobilização

O presidente do Sindicato Profissional dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem do Estado de Pernambuco – SATENPE, Francis Herbert, em reunião com o coordenador da Grande Mobilização Nacional da Saúde, Samuel Camelo, manifestou apoio a Grande Mobilização Nacional da Saúde, previsto par o dia 07 de abril...

GRANDE MOBILIZAÇÃO NACIONAL DA SAÚDE 

Esse evento interessa a todos, não apenas os profissionais da SAÚDE. No dia 7 de abril, estaremos visitando site, blog, Twitter, Facebook etc., ligados as Secretarias de Saúde do país (tanto na esfera municipal quanto estadual e Ministério da Saúde) para manifestar o nosso descontentamento com a SAÚDE pública...

Grande Mobilização Nacional da Saúde 

Acompanhe o debate na comunidade www.facebook.com/groups/agentesdesaude  No próximo dia 7 de abril, os agentes de saúde e demais profissionais da saúde estarão unidos na Grande Mobilização  Nacional contra os baixos salários pagos aos agentes de saúde, a falta de transparência no repasse de recursos federais, precariedade no vínculo de trabalho e  condições mínimas laborativas, além da equiparação da jornada de trabalho dos profissionais da enfermagem...

Ato de protesto dos Servidores da Saúde de todo o Brasil 
Os constantes escândalos envolvendo dinheiro público, sobretudo, da SAÚDE, tem colocado o Brasil inteiro em estado de alerta. A sociedade não é indiferente a todos esses desmandos que vem ocorrendo em vários estados brasileiros, de forma nacional. E a nossa SAÚDE?  Está em crise... 



Grande Mobilização Nacional da Saúde



O presidente do Sindicato Profissional dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem do Estado de Pernambuco – SATENPE, Francis Herbert, em reunião com o coordenador da Grande Mobilização Nacional da Saúde, Samuel Camelo, manifestou apoio a Mobilização,  previsto para o dia 07 de abril. Só em Pernambuco, as referidas categorias somas mais de 50 mil profissionais. O presidente do SATENPE  revelou-se empolgado com amplitude do movimento. Na reunião foi esclarecido os objetivo e sistemática do evento. É relevante destacar o papel das redes sociais como ferramenta de mobilização política da sociedade. Quando aludimos a questão política, não nos referimos a política partidária, uma vez que o interesse em evidência é a defesa da possibilidade de laborar de forma compatível com o ideal.


A novidade da Mobilização pela Internet

A Mobilização pela Internet não é algo novo. A criação de blogs, sites de compartilhamento e, sobretudo, das redes sociais criou um novo cenário, enlanguescendo a possibilidade de maior articulação entre os detentores da força de trabalho, inclusive da SAÚDE.


Inegavelmente as redes sociais criaram novas possibilidades para os trabalhadores. Não nos referimos apenas a simples conexões sociais, mas, articulações com probabilidades de grandes resultados. O caso da Primavera Árabe é um dos exemplos do que as articulações pela internet podem fazer.


O uso massivo das redes sociais, especificamente o Facebook e Twitter, é fundamental para arregimentar  esse potencial de transformação, na busca de mudanças da realidade laborativa.

No caso da Grande Mobilização Nacional da Saúde, podemos contar com o apoio de profissionais dos mais diversos seguimentos da saúde, entre eles: Agentes Comunitários de Saúde, Agentes de Combate ás Endemias, Auxiliares e Técnicos de Enfermagem, Enfermeiros etc.


É muito importante que todos tenham entendimento que, embora não seja necessário grande desprendimento na ação integrada, ela é tão importante quanto a presencial. Não podemos relaxar e acreditar que tudo será feito apenas com a participação do outro, considerando que esse também pode ser o pensamento de outrem. Nesse caso a ação estaria comprometida. Cada profissional é muito  importante nessa mobilização.

*Todo o conteúdo deste site está publicado sob a garantia de direitos autorais. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil e Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS. 

Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude 
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude 
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum 
Fonte na web: www.agentesdesaude.com.br
Onde acessar: www.agentesdesaude.com.br

MNAS cobra posicionamento do Ministro da Saúde repasse integral dos recursos destinados aos agentes de saúde




Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS continua cobrando do Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, posicionamento em relação ao repasse dos recursos destinados aos agentes de saúde. Pretendemos que seja regulamentada a garantia do repasse integral à categoria.

Já denunciamos a manobra da Confederação Nacional dos Municípios – CNM, esta buscava exercer pressão sobre os gestores municipais para não atender o pleito dos agentes de saúde no que tange os denominados incentivos, garantidos a categoria pelo Ministério da Saúde. Alguns prefeitos estão insurgindo-se contrários a orientação da CNM. O resultado tem sido maior flexibilidade no atendimento do pleito da categoria, culminando com o estabelecimento de um Piso Municipal equivalente a R$ 950,00. Alguns municípios, tal como Campo Maior/PI (pagando R$ 1.328,00 como salário-base),  têm estabelecido um salário base acima do repasse garantido pela Portaria 260/2013. Entendemos que isto seja o ideal, uma vez que o município fica praticamente sem despesas com os agentes de saúde, considerando os valores repassados pelo governo federal.


Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude 
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude 
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum 
Fonte na web: www.agentesdesaude.com.br

Grande Mobilização Nacional da Saúde: Profissionais da saúde de todo o Brasil participarão do evento pela internet

A Grande Mobilização Nacional da Saúde, prevista para o dia 07 de abril, dia Internacional da Saúde, tem a finalidade de alertar a sociedade sobre a necessidade de valorização do Sistema Único de Saúde – SUS e dos profissionais que integram o sistema.

A luta dos enfermeiros/as, auxiliares e técnicos/as de enfermagem está relacionada com a jornada de trabalho de 30 horas, uma reivindicação considerada histórica. Algumas categorias profissionais da seguridade social já conquistaram essa jornada máxima, porém, há uma década a enfermagem brasileira luta para aprovar o Projeto de Lei do Senado 2.295/2000, mais conhecido como PL 30 Horas, que estabelece a jornada máxima de 30 horas semanais para os enfermeiros/as, técnicos/as e auxiliares de enfermagem. Lembrando que a Organização Internacional do Trabalho (OIT) da Organização das Nações Unidas (ONU) recomenda esta jornada, sob o argumento de que é o melhor para pacientes e trabalhadores da saúde do mundo inteiro. O movimento médico tem uma reivindicação nacional de implantação da carreira médica com valor específico por 20 horas de trabalho por semana. No caso dos agentes de saúde, grupo profissional composto por pouco mais de 320.000 trabalhadores, a principal reivindicação é regulamentação do Piso Nacional. Ainda integra as reivindicações: desprecarização do vínculo de trabalho de aproximadamente 50% dos agentes, que ainda vivem em situação contratual lastimável, normatização do adicional de insalubridade e a realização do Curso de Formação Técnica, conforme estabelece a Portaria nº 3.189, de 18 de dezembro de 2009.

No dia 07 de abril para acessar os links indicados pela coordenação da Grande Mobilização Nacional da Saúde, basta acessar a home www.agentesdesaude.com.br e eleger os acessos desejados para realizar as manifestações reivindicatórias.

Para Sérgio Goiana, atual coordenador do Sindicato dos Servidores Federais (Sindsep-PE) e diretor financeiro da CUT-PE, a realização da Grande Mobilização Nacional da Saúde pela internet estabelece um novo paradigma quanto à forma de realização de manifestações dos trabalhadores. Embora não seja uma novidade a realização de tais eventos no universo virtual, no Brasil, é a primeira vez que os profissionais da saúde adotam esse meio para uma ação desse porte, concluiu. O diretor financeiro da CUT-PE tem dado relevantes contribuições para que a mobilização seja exitosa.

As mídias sociais, tais como: Facebook, Twitter e YouTube no lugar de panfletos, alto-falantes, passeatas, assembleias etc., têm estabelecido um novo parâmetro de dimensões imensuráveis. As redes sociais desempenharam um papel considerável nos recentes movimentos contra a ditadura nos países árabes. A propagação do movimento conhecido como Primavera Árabe, que começou em 2010 na Tunísia, para todo o Norte da África e Oriente Médio não teria sido a mesma sem os recursos proporcionados pela internet. A importância das redes sociais para dar visibilidade aos protestos árabes foi o diferencial.

O evento programado para o próximo domingo já registra números astronômicos, como é o caso dos acessos a uma das publicações realizadas no Facebook. A postagem realizada no último dia 21 de março e menos de um mês registrou mais de 1.000.000 (um milhão) de acessos. Atualmente registra 1.169.006 visualizações apenas no Facebook. Isto sinaliza a possibilidade participativa do evento.

O uso massivo das redes sociais, especificamente o Facebook e Twitter, é fundamental para arregimentar  esse potencial de transformação, na busca de mudanças da realidade laborativa.

É muito importante que todos interessados no evento tenham entendimento que, embora não seja necessário grande desprendimento na ação integrada, ela é tão importante quanto a presencial. Não podemos relaxar e acreditar que tudo será feito apenas com a participação do outro, considerando que esse também pode ser o pensamento de outrem. Nesse caso, a ação estaria comprometida. Cada profissional é muito importante nessa mobilização, defende o coordenador geral do evento, Samuel Camêlo.

Acreditamos que quando os trabalhadores se unem em prol de um benéfico em comum o resultado não pode ser diferente do sucesso. Indubitavelmente que juntos são mais fortes!


Divulgação: Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde - MNAS
Uma mega rede voltada aos Agentes de Saúde (ACS e ACE)
Twitter: twitter.com/AgentesdeSaude
Jornal dos ACS e ACE: bit.ly/MNASJornal
MNAS no MSN: MNAgentesdeSaude.groups.live.com
Canal no YouTube: www.youtube.com/mobilizacaodosacs
No Facebook: www.facebook.com/groups/agentesdesaude 
No Grupo Yahoo!: br.groups.yahoo.com/group/agentedesaude 
Ferramenta no Inforum: Fórum no Inforum 
Fonte na web: www.agentesdesaude.com.br